sábado, 17 de enero de 2009


Eu sou feita de sonhos interrompidos, detalhes despercebidos, amores mal resolvidos. Sou feito de choros sem ter razão, pessoas no coração ,atos por impulsão. Sinto falta de lugares que não conheçi, experiências que não vivi, momentos que já esqueci. Eu sou amor e carinho constante distraída até o bastante, não paro por instante. Já tive noites mal dormidas, perdi pessoas muito queridas, cumpri coisas não-prometidas. Muitas vezes eu desisti sem mesmo tentar,pensei em fugir, para não enfrentar, sorri para não chorar. Eu sinto pelas coisas que não mudei, amizades que não cultivei, aqueles que eu julguei, coisas que eu falei. Tenho saudade de pessoas que fui conhecendo, lembranças que fui esquecendo, amigos que acabei perdendo. Mas continuo vivendo e aprendendo...

jueves, 15 de enero de 2009


A veces me gustaría ser invisible, desaparecer durante unos minutos o, incluso, durante unas horas para poder evadirme, para poder desahogarme sin que nadie pueda verlo, para poder estar sola, para poder disfrutar de unos instantes de completa soledad y olvidarme de todas esas cosas que pueden causar “dolor”.Quizás esa no sea la solución, quizás no sea bueno guardarse las cosas, pero no se trata de eso sino de poder pensar sin que nada ni nadie pueda condicionarnos, se trata de ser completamente objetivos…